sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

A natureza de meu ser

Hoje não vai ter crônica. Já comecei uns cinco textos, mas nada fica bom. Semana que vem faço crônica na quarta e na sexta...






No aguardo está a natureza de meu ser que espera por uma chance de acabar logo com o estado de espírito que aparenta ser interminável.
Uma paciência que aos poucos perece se esgotar e que me faz pensar que às vezes não terei forças para aguentar nem mais um segundo sequer em uma solidão não solitária, mas que mora dentro de minha essência, fingindo ser opcional, mas que na verdade esconde um motivo inexplicável e incompreensível e que me faz calar diante de qualquer porque, diante de qualquer questionamento do porque ser assim.
Fecho-me diante de todas as situações e largo ao chão todos os princípios que um dia me falaram que eram convenientes. Faço isso perante à qualquer ultrapassagem de limite da minha linha estabelecida para os padrões de relacionamento, faço isso com seres que se julgam íntimos de dizer o que bem entendem a mim, que nem conhecem.
Tenho segredos guardados à sete chaves dentro de minha mente. Segredos que somente eu sei e que dificilmente alguém os ouvirá serem proferidos.
Corro e perco-me no tempo. As horas passam e eu me vejo ainda parada. Hábitos procrastinadores me consomem, fazem-me pensar nos meus erros, deixam-me confusa em relação aos meus dias e a toda minha vida. Um hábito que me consome, pois é um erro reconhecido e agora assumido.
Meu ceticismo me fez perder a minha crença na criação e a evolução me convence de que me adapto aos meios e que isso reside na natureza de meu estado de ser.
Thaza

11 comentários:

  1. Thayse saudades....

    Não consegui postar no seu blog no texto sozinha :(

    Bem esses dias cinzas são intermináveis, porém depois deles nascem dias de arco íris em nossas vidas.

    Bjo,

    Keli

    ResponderExcluir
  2. ...
    Então, pra mim, criação e evolução são faces da mesma moeda. A primeira porque tudo tem início, a segunda por ser consequência.
    Bjs
    ...

    ResponderExcluir
  3. Garota 02 selinhos lá no blog para você ^^/

    Bjos,

    Keli

    ResponderExcluir
  4. Segredos.... quem não oos tem né???

    Bom fimdiii

    ah... crônica otema como sempre!!!!

    Bjusss

    ResponderExcluir
  5. Thaza, é bem isso mesmo... céus!!!
    ai que saudade!

    beijocas

    ResponderExcluir
  6. Oi meninaaaa!!

    Adorei seu canto, seu encanto!

    obrigada pela visita em meu blog.

    To seguindo-te tambem!

    Meu beijo e boa semana!

    ResponderExcluir
  7. Selinho Meme pra vc lah no blog!!!

    Teh!!!!

    ResponderExcluir
  8. Como sempre enigmatica!! adorei o post thaza!

    cada vez suas palavras são mais concentras e efetivas!

    parabéns!

    beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá?
    tudo bem
    assim espero que tudo..
    Passei por aqui e gostei,esta muito bonito o seu blogsite e espero também que possamos ser bons amigos e assim trocarmos boas idéias falarmos sobre nossos blogsites pode ser?
    gostei muito do seu blogsite esta muito dez!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    se puder faça uma visitinha lá no meu ok
    com carinho e ternura
    vou indo
    Beijinhos
    Will

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito da tua entrada do blog. mudo muito pouco, quase nada.... assino por baixo..
    os poetas não diriam melhor......

    ResponderExcluir
  11. Não sei a tua idade , nem fui ver , nem sei se o revelas no teu peril, mas também não interessa, eu ainda hoje são um doido por musica, já fui para Inglaterra, em 1990 só para ver o FESTIVAL READING....... vivoi para a musica, respiro sons na minha cabeça é só notas de musica, dó, ré mi, fá sol,.....

    ResponderExcluir